Justiça manda Netflix remover Especial do Porta dos Fundos

Parece que a polêmica envolvendo o especial de Natal não vai acabar tão cedo. Depois de muitas petições online, agora a Justiça manda Netflix remover Especial do Porta dos Fundos.

O desembargador da justiça do Rio de Janeiro, Benedicto Abcair, da 6° Câmara Cível foi o responsável pela emissão da sentença. Segundo a sentença, o Porta dos Fundos e a Netflix devem remover o especial de Natal Porta dos Fundos: A primeira tentação de Cristo do catálogo brasileiro.

Justiça manda Netflix remover Especial
Justiça manda Netflix remover Especial

A sentença do magistrado, segundo o G1, afirma que:

“Por todo o exposto, se me aparenta, portanto, mais adequado e benéfico, não só para a comunidade cristã, mas para a sociedade brasileira, majoritariamente cristã, até que se julgue o mérito do agravo, recorrer-se à cautela, para acalmar ânimos, pelo que concedo a liminar na forma requerida.”

O pedido da remoção foi feito pela Associação Centro Dom Bosco de Fé e Cultura. Vale lembrar que a solicitação foi negada em primeira instância.

Entenda o caso:

Desde a disponibilização do especial em Dezembro, houve uma grande comoção pedindo a remoção do título. Segundo os cristãos, é uma afronta aos princípios bíblicos, trazendo Jesus Gay.

Ao contrário dos pedidos, a Netflix respondeu renovando o especial para mais um episódios em 2020.

Leia também:

+Locke & Key – Saiba tudo sobre a nova série de terror da Netflix

COMPARTILHAR